O otimismo pode aumentar sua expectativa de vida

planta-em-pedaço-de-madeira
A dor do crescimento te ajudará
mulher-olhando-pra-cima
Como escolher o seu Psicólogo?
Show all

O otimismo pode aumentar sua expectativa de vida

mulher-sorrindo

O copo está meio cheio

um-copo-de-agua

O otimismo faz parte de você?

Bem, Se você é uma pessoa que pensa que um dia chuvoso é bom para o cerrado do Planalto Central, em vez de um mero dia de clima triste, você pode estar aumentando sua expectativa vida.

Se você está com febre e pensa que em breve se sentirá alegre e animada, em vez de procurar todos os vírus mortais que pode ter contraído, você tem uma boa chance de viver muito tempo.

Um novo estudo descobriu que o otimismo pode contribuir para a longevidade. Pesquisadores da Universidade de Boston e de Harvard descobriram que o otimismo está relacionado com um aumento médio de 15% na expectativa de vida, portanto uma considerável chance de se alcançar uma ‘longevidade excepcional’ de 85 anos ou mais.

Os resultados publicados na pesquisa mostram que a melhoria da longevidade não está relacionada somente ao status socioeconômico, condições de saúde, depressão, interação social ou mesmo comportamentos de saúde como tabagismo, dieta ou uso de álcool.

Como o otimismo pode melhorar a saúde

mulher-com-as-maos-levantadas

A razão mais óbvia para adotar uma atitude otimista é o simples fato que o otimismo ajuda a manter a depressão sob controle. Ou seja controlando os efeitos negativos da depressão, como não comer uma dieta saudável, evitar atividades físicas e ficar isolado.

A ideia é que apenas esperar que o melhor aconteça pode tornar as pessoas mais motivadas a fazer boas escolhas, especialmente sobre saúde. Pessoas positivas tendem a evitar o cigarro, escolher alimentos mais saudáveis ​​e se exercitar com mais regularidade.

No estudo da Harvard Medical School com mais de 300 pacientes submetidos à cirurgia cardíaca constatou que os otimistas têm metade da probabilidade dos pessimistas de retornar ao hospital.

Já os pessimistas foram três vezes mais propensos do que os otimistas a sofrer um ataque cardíaco ou necessitar de exames de angioplastia repetidas.

O otimismo pode ser aprendido

Entretanto, mesmo as pessoas mais depressivas e que esperam sempre o pior podem desenvolver uma visão mais positiva da vida.

Com o apoio da Psicoterapia, podemos começar a aprender, descobrir, analisar e mudar o que pensamos sobre nós mesmos e sobre nossas vidas. Diante de um mundo tão opressor podemos aprender conscientemente a mudar a nossa visão para uma perspectiva mais positiva.

5 dicas para aumentar o otimismo

otimismo-mulher

A vida é feita de desafios e tempos difíceis, por isso é importante saber que o otimismo não é o mesmo que felicidade. A diferença entre uma pessoa com uma visão otimista e pessimista é como ela lida, especialmente com as situações difíceis. Veja algumas dicas para aumentar o otimismo:

  1. Mantenha as coisas em perspectiva: mesmo quando surgirem desafios ou problemas, faça o possível para não exagerar no olhar negativo (copo meio vazio). Evite pensamentos catastróficos, como “Isso vai durar para sempre”. Procure prestar atenção nas coisas positivas do momento que você está vivendo.
  2. Procure uma lição entre as dificuldades: ninguém aceita bem as dificuldades, mas tente ver como elas podem ser o prenúncio de uma situação melhor. Por exemplo, se você perder o emprego, esteja aberto à ideia de que poderá conseguir um que goste mais. Lembre-se do ditado: “Quando uma porta se fecha, outra se abre.”
  3. Concentre-se nas coisas que você pode controlar: você não pode fazer com que outras pessoas se comportem da maneira que você acha certa; portanto, concentre-se em seu próprio comportamento e ações.
  4. Use pensamentos e afirmações positivas: diga a si mesmo: “Vou descobrir uma maneira de fazer as coisas funcionarem” ou “Passei por muitos desafios e posso superar esse”.
  5. Mantenha um diário de gratidão: todas as manhãs ou noites, anote 10 coisas pelas quais você é grato e observe as pequenas coisas, como pássaros cantando pela manhã, uma ótima xícara de café, um jantar com sua família ou uma conversa com um amigo. Desenvolva uma “atitude de gratidão”.

6 Comments

  1. CÁTIA SOLANGE LOPES disse:

    Coisas simples que fazem a diferença.

    • Psicólogo Luiz Cezar disse:

      Obrigado pela leitura Cátia. um abraço!

  2. Stela Maris disse:

    Muito esclarecedor.Obrigada

    • Psicólogo Luiz Cezar disse:

      Olá Stela, que bom que você gostou.

  3. Maria Rita Marquez duque moreira disse:

    Adorei, realmente ler algo assim faz uma diferenca enorme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *