Memória: o que você precisa “lembrar”

filme freud jung
Freud e Jung – (Recomendamos)
mulher-com-ciume
Como acabar com o Ciúmes?
Show all

Memória: o que você precisa “lembrar”

memory

A memória é a capacidade humana que nos ajuda a nos localizarmos no presente levando em consideração o futuro e o passado.

Essa capacidade nos dá bases para todos os nossos conhecimentos, habilidades, sonhos, planos e anseios. Ou seja, determina como nos comportamos no mundo que nos rodeia.

Em suma, essa incrível característica humana é essencial para o entendimento da psiquê humana.

O que é a memória

Em termos psicológicos, é a capacidade que temos de armazenar informações, recuperá-las no futuro e utilizá-las quando necessário. Além disso, esse processamento de informação é altamente influenciado pelas nossas percepções, emoções e pela nossa imaginação.

A partir do experienciar e do observar, também podemos defini-la como uma alteração das nossas relações com o meio que nos cerca. Acima de tudo, o aprendizado é o somatória e a aquisição dessas mais variadas alterações.

Como funciona a memória

Ela funciona a partir da sequência de uma série de processos cognitivos. Portanto, tudo se inicia a partir da chegada de uma informação que é enviada para a memória de curto prazo. Que porém tem uma capacidade limitada e a nova informação pode ou não ser transmitida para a de longo prazo, desde que exista necessidade ou repetição.

A informação se mantêm na memória de longo prazo a partir de uma organização das mais variadas associações para no futuro ser evocada.

Evocação da memória

A evocação é quando a partir de um armazenamento anterior conseguimos localizar e acessar uma informação do passado. Como resultado, esse processo se dá de duas formas:

  • Acesso direto a memórias armazenadas
  • Acesso a uma ideia geral

A memória e o recalque freudiano

Freud inicialmente a dividiu em três sistemas:

  • Signos perceptuais
  • Inconsciente
  • Pré-consciente

Aqui entra o Recalque. Primeiro de tudo, precisamos lembrar que o recalque não tem nada a ver com inveja, como o termo é conhecido no senso comum. Dentro do processo clínico utilizamos inicialmente a definição de Freud: recalque é um mecanismo inconsciente que a nossa mente usa para se defender de pensamentos e impulsos inaceitáveis ou dolorosos.

Até onde pode-se confiar na memória?

A memória humana não funciona como um gravador ou uma filmadora. Elizabeth Loftus

Tipos, Subtipos e Características da memória

A neuropsicologia cognitiva estabelece um número crescente de classes de memória. Como resultado, aqui vamos separá-las a partir de duas grandes classes, quais seja, quanto ao tempo de duração e quanto à natureza:

Quanto ao tempo de duração

  • Ultrarrápida ou Imediata,
  • Curta de duração,
  • Longa duração.

Quanto à natureza

  • Explicita ou Declarativa: sendo Episódica ou Semântica,
  • Implícita ou não declarativa,
  • Operacional ou memória de trabalho.

________________________________________________________________________________________________

Fique a vontade para entrar em contato com o Psicólogo Luiz Cezar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *